terça-feira, 16 de maio de 2017

Miragem


Ficas triste e irritas-te como uma menina.
Amas e ris com a inocência de uma menina.
Encolhes os ombros e caminhas
como uma menina.
Ganhas lanço na conversa
como uma menina e argumentas
como quem acredita ainda.
E eu ouço e quase acredito também.
E quando dormes o teu sono de andorinha,
sei que no silencio da tua respiração,
sonhas a calma Primavera da tua essência.
E eu escuto até adormecer,
pensando que talvez não seja possível tu existires.
Ainda que estejas ali mesmo ao meu lado.



quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Check it out:


https://www.youtube.com/watch?v=a2L24Ie8P1c